sexta-feira, 24 de março de 2017

PORTAL DO CÉU (CORAÇÃO)

Zildo Gallo




Uma fresta para o infinito
É o que se abre
Ao se abrir uma trilha
No coração dos homens.

Estrada sinuosa
E com bifurcações
Que conduzem a armadilhas
Uma trilha que se pode seguir
Com o pulsar do próprio coração
Num ajuste do seu ritmo
Ao pulsar do caminho.

O bom caminho é aquele
Que pulsa como a artéria
Que carrega
Na sua correnteza
O sopro da vida.


Zildo Gallo, Piracicaba, SP, 04 de março de 2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário