domingo, 4 de dezembro de 2016

ROJÃO DE VARA

Zildo Gallo


Um haikai caiu
Cá dentro do meu poema:

menino brincando sozinho
silêncio dentro do silêncio
medo de rojão

Envergonhado
Assustado
O meu poema
Explodiu-se
Só resta correr
Atrás da vareta



Nenhum comentário:

Postar um comentário