terça-feira, 26 de julho de 2016

SEMEADURA E COSMO

Zildo Gallo 
Garimpar imagens na imensidão da internet e observá-las pode ser um bom exercício para compreender o mundo. Muitas vezes as imagens falam por si mesmas, como nas fotografias de Sebastião Salgado, mas elas podem (servem) para ilustrar crônicas e poemas como é o caso do meu poema "Semeadura e Cosmo", que escrevi depois de um trabalho espiritual em dezembro de 2001, em Araçoiaba da Serra (SP). As imagens podem ajudar na compreensão de textos, podem? Elas podem falar mais que os textos. À imagem e ao poema!

SEMEADURA E COSMO

Há que se preparar a terra
E lançar as sementes.
Brotarão girassóis
Que se movimentam
À busca de luz.


Zildo Gallo – Araçoiaba da Serra, SP, 16 de dezembro de 2001

Nenhum comentário:

Postar um comentário