segunda-feira, 21 de setembro de 2015

MANDAMENTOS PARA O CIDADÃO POLITICAMENTE CORRETO NO SÉCULO XXI

Zildo Gallo


Abaixo eu elenquei 37 sugestões aleatórias no sentido de que possamos produzir um mundo melhor para as gerações futuras. Adiantando: não são nada fáceis e algumas implicam em grandes mudanças pessoais e coletivas. Sobre algumas eu acho que pode não haver consenso, mas, no meu ponto de vista, muitas delas são extremamente necessárias neste momento de crise da sociedade. A crise é geral: econômica, social, ambiental e de valores. Sugiro estes "mandamentos" (outros podem ser incluídos, à vontade de cada um) no sentido de que possamos pensar, a partir de cada um deles, sobre o que estamos fazendo ou não fazendo para melhorar as condições de vida da humanidade e de todos os demais seres que vivem no colo de Gaia, da nossa mãe Terra, que, neste momento, chora e reage às dores ante tanto sofrimento produzido por seu filho mais rebelde, o homem.
1) Consumir preferencialmente produtos orgânicos, pois eles são amigáveis ao meio ambiente e à saúde;
2)  Não consumir e não estimular o consumo de alimentos transgênicos, pois eles podem fazer mal à saúde e ao meio ambiente;
3)    Não consumir madeira que não seja certificada, pois ela pode provir de desmatamentos ilegais, como aqueles que acontecem na Amazônia ;
4)     Não comprar roupas, calçados e outros produtos de empresas que utilizam mão de obra similar à escrava;
5)     Não consumir desnecessariamente e não estimular o consumismo na sua família;
6) Ajudar na coleta seletiva de resíduos, separando os recicláveis dos orgânicos e destinando-os corretamente;
7)      Não desperdiçar e não poluir a água no seu dia-a-dia;
8)      Não fumar e não estimular o consumo de tabaco;
9)  Beber com moderação, muita moderação, e não estimular o consumo de bebidas alcoólicas;
10)  Não usar drogas ilícitas e desestimular o seu consumo;
11) Não ver e ouvir, nas TVs e nas rádios, programas que estimulem violência e o pessimismo, preconceitos raciais, culturais, de gênero, religiosos etc.;
12)  Não estimular o pessimismo, repassando sem pensar, sem questionar, ideias pessimistas veiculadas pela maioria dos meios de comunicação do mundo, pois a imprensa ainda acredita que o que vende jornais é a desgraça;
13)  Contribuir para a inclusão social, estimulando ONGs e governos (federal, estadual e municipal) que trabalham neste sentido;
14)  Diminuir o consumo de fast foods e desestimular o consumo na sua família, com o objetivo de melhorar a saúde das pessoas;
15) Frequentar restaurantes e lanchonetes que privilegiam produtos naturais (pouco processados pela indústria) e orgânicos;
16)   Consumir açúcar moderadamente e buscar a moderação do consumo familiar;
17)  Consumir menos carne, muito menos, em particular a bovina, que exerce pressão sobre as florestas, estimulando o desmatamento e expandindo a fronteira agrícola, como acontece hoje na Amazônia;
18)  Andar menos de veículos automotores particulares, dando preferência ao transporte coletivo e às bicicletas, diminuindo o congestionamento e a poluição do ar;
19)  Na limpeza doméstica, procurar produtos biodegradáveis, que não poluem os corpos d'água;
20)  Buscar uma espiritualidade desinteressada e desprovida de preconceitos em relação às diferentes religiões;
21)  Respeitar os que pensam diferente, mantendo um debate de alto nível e construtivo, não buscando desqualificar ou destruir os seus oponentes, como acontece hoje nas redes sociais;
22)  Respeitar as crianças e os adolescentes, que precisam se conduzidos por uma educação que estimule a criatividade e a liberdade e não por uma educação repressora do tipo "militar";
23)  Defender o direito a todos à educação e à saúde e estimular instituições e governos que trabalhem neste sentido (educação e saúde são muito mais direitos que negócios);
24)  Rejeitar toda forma de violência, desde a doméstica, passando pela policial, até a guerra, estimulando os movimentos pacifistas e os governos que atuam neste sentido;
25)  Estimular e/ou praticar a boa arte, aquela que introduz valores (paz, beleza, igualdade, liberdade, fraternidade etc.) humanos e aquelas que denunciam as desumanidades;
26)  Buscar o contato com a natureza e a prática de esportes saudáveis sempre e estimular isto na sua família;
27)  Combater a violência em relação aos animais, como touradas, rodeios, brigas de galo etc.;
28)  Festejar e celebrar mais e reunir mais os amigos;
29)  Cultivar jardins e hortas nas suas residências, até em apartamentos (é possível), como exercício de contato com a natureza para os que moram nas cidades, principalmente;
30)  Buscar fazer a sua própria comida, sempre que possível, evitando industrializados excessivamente processados, dando preferência aos produtos orgânicos;
31)  Participar da vida comunitária para contribuir com a solução das questões coletivas, como educação, saúde, lazer, segurança etc.;
32) Preocupar-se com os seres humanos que moram de formas inadequadas (favelas, cortiços, na rua etc.) e apoiar instituições e governos que buscam soluções para esse problema;
33)  Preocupar-se com as crianças e os idosos desamparados e apoiar instituições e governos que buscam ampará-los;
34)  Compreender que as drogas são uma questão de saúde pública e não de polícia e apoiar instituições e governos que buscam enfrentar esse problema;
35) Defender o reflorestamento amplo do planeta, inclusive plantando árvores, pois ele abrandará a crise hídrica, ajudará a diminuir os efeitos do aquecimento global e possibilitará a sobrevivência das outras espécies animais que conosco dividem o planeta Terra;
36) Viajar mais para conhecer pessoas e povos diferentes, de diferentes culturas, para alargar seus horizontes pessoais e culturais;
37)  Aceitar que a humanidade é multicultural e multirracial e que a beleza é caleidoscópica no seu sentido mais amplo.

Para tentar concluir: definitivamente, a beleza é caleidoscópica, pois ela se encontra em permanente movimento, em permanente transformação, como as pedrinhas brilhantes dentro do caleidoscópio (nele as possibilidades são infinitas) que formam, a cada movimento, imagens novas, que nunca se repetem e que não podem ser previamente pensadas; não há como bater-se contra isso, como desejam os conservadores, não há como barrar o movimento do universo; refinando: o ser humano é caleidoscópico, pois se encontra em permanente transformação e as possibilidades são infinitas, como as das pedrinhas coloridas no caleidoscópio.
A IDEIA É A SEGUINTE: AS MUDANÇAS SÃO NECESSÁRIAS; HÁ QUE SE COMEÇAR DE ALGUM LUGAR; INICIAR UMA RECONEXÃO COM A NATUREZA ATRAVÉS DA HORTA DOMÉSTICA É UM BOM INÍCIO, POR EXEMPLO; É SÓ COMEÇAR...


Nenhum comentário:

Postar um comentário